quarta-feira, 30 de maio de 2012

Um pouquinho de baianês..

QUE PORRA É ESSA?


Depende. Se procurarmos no dicionário o significado da palavra “porra”, não a encontraremos. Seja qual for o seu significado, “O bom negro e o bom branco” da nação baiana, saberá usá-la com supremacia.

Adentrando a língua Portuguesa, encontraremos a “porra” como interjeição: PORRA... Alguém está bestificado com algo; Já o QUE PORRA! Demonstra alguém chateado com algo. Mesmo sem possuir um prévio conhecimento da Gramática normativa, é comum presenciar as pessoas atribuindo várias funções sintáticas à palavra “porra”. Como adjunto adverbial, por exemplo, pode indicar lugar: FULANO,VÁ PRA PORRA! Isso quando não damos à porra uma família (com endereço fixo e tudo mais): FULANO, VÁ PRA CASA DA PORRA!


A porra é tão essencial em nossas vidas quanto um sujeito é para a oração, por isso mesmo a porra pode ser também, o sujeito: A PORRA QUEM VAI LÁ, NÃO EU... e quando o nosso humor não está muito bom, a porra transforma-se em predicativo do sujeito: VOCÊ É UMA PORRA! Então a vítima se defende: PORRA NENHUMA..., ou seja, “eu não sou uma porra”, ouvir um PORRA NENHUMA, é o mesmo que ouvir um não. A porra pode ser, também, um objeto direto: NÃO SEI QUE PORRA VOCÊ VEIO FAZER AQUI... e como vocativo, a porra é implacável: PARE COM ISSO, PORRA! Até os torcedores tricolores mais fanáticos a incorporou: UMBORA BAÊÊÊA, PORRA!! A porra vira algo importante quando ela é a pauta de uma reunião: FULANO, O QUE O CHEFE DISSE NA REUNIÃO ONTEM? AH, NADA DE MAIS, FALOU UM MENTE DE PORRA AÍ... É impressionante.



O interessante é que independentemente do contexto, o ouvinte entende o que o locutor quer dizer. É muito peculiar a forma com a qual o baiano se comunica através da porra. Qualquer coisa pode ser uma porra, e dependendo de quem a emprega, pode inclusive materializa-la, já que, até então, a porra era algo abstrato. Alguns, por exemplo, transformam a porra em documento: FUI AO INSS, ME MANDARAM LEVAR UM MONTE DE PORRA LÁ... Pode ser também algo oculto, desconhecido inclusive pela pessoa que a pronuncia: UMBORA MINHA PORRA!! (e com euforia...). A depender do momento, você intitula qualquer objeto como porra: DEIXE ESSA PORRA AÍ, VIU? Ou então: VOU METER A PORRA EM VOCÊ!! Outros ingerem a porra como comida ou bebida: COMA LOGO ESSA PORRA, MENINO! Ou então: BEBEU CERVEJA E AS PORRA, HEIN???!!! E por aí vai.


A versatilidade dessa palavra é de impressionar, e assim como esta, também outras são assim, utilizadas corriqueiramente, substituindo as expressões mais complicadas. É mania. Vício. Torna-se mais fácil se expressar. O fato é que esse termo tomou conta do linguajar baiano e não tem intenção de sair. Não importa que porra seja essa, o que importa é o uso, o entendimento, a conversação. A única dúvida que ainda temos sobre isso é a seguinte: DE ONDE TERÁ SURGIDO ESSA PORRA???



(Sâmara Azevedo®, 2005)

14 comentários:

unidos venceremos 55 disse...

Texto da porra!

Jutahi Júnior disse...

Textão da PORRA.

Unknown disse...

Deu preguiça de ler essa porra...kkkk

Jorge Faustino disse...

Porque não botou essa porra no youtube?

Daniel Almeida disse...

Essa porra tá do caralho. Pena que uma porra dessas eu não faço. Que porra!

Unknown disse...

Vou esperar essa porra virar filme! rsrsrs

Unknown disse...

Que porra de texto é esse? Rsrsr

Unknown disse...

Essa porra tinha que ser na minha Bahia ♥️💙
Tenho orgulho de ser bahiana nessa porra..

Miwá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miwá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
editor disse...

Oi, Sâmara, adorei o texto. Faço um jornal no sul da Bahia, www.aregiao.com.br e gostaria de publicar seu texto em nosso site. Voce autoriza?

editor disse...

Oi, Sâmara, esqueci do meu email, jornal@aregiao.com.br - Meu nome é Marcel Leal.

Alessandro disse...

Porra, pensei q fosse uma bíblia

Miwá disse...

Ola! Pode publicar. Meu e-mail e
samara_azevedo@hotmail.com

Postar um comentário